Notícias

13-Mar-2018 10:31 - Atualizado em 16/03/2018 15:37

Trabalhadores no escolar de Capela do Alto estão em greve por atraso em pagamento de salário e direitos

Empresa Viação Guarulhos assumiu o transporte em fevereiro e não cumpre acordo coletivo

,
Os trabalhadores e trabalhadoras em transporte escolar no município de Capela do Alto entraram em greve na madrugada desta terça-feira (13), porque a empresa de ônibus Viação Guarulhos não pagou o salário, o tíquete-refeição, a cesta básica, não implantou o plano de saúde e o plano odontológico, nem o café da manhã, enfim, a empresa não cumpre o acordo coletivo de trabalho da categoria.

A Viação Guarulhos assumiu a operação do transporte escolar no mês de fevereiro deste ano, após a Prefeitura de Capela do Alto realizar processo de licitação para substituir a antiga operadora do escolar, a empresa Rosa.

Outro grave problema é que a empresa, mesmo passando por um processo licitatório, não estruturou a garagem para atender adequadamente os trabalhadores. O local onde os ônibus ficam estacionados e onde os trabalhadores se dirigem para iniciar a jornada de trabalho não possui banheiro, refeitório, nem sala.

"A garagem na verdade é um terreno com cerca. Não tem uma construção sequer! Os trabalhadores ficam aguardando o início da jornada de trabalho embaixo de uma árvore, não existe banheiro, nem bebedouro, nem nada. Isso que muitas mulheres trabalham como agentes de bordo escolar. É um total absurdo a falta de respeito mínimo da empresa para com seus funcionários!", afirma o diretor do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região Flávio Pacheco.

A greve é por tempo indeterminado. "Nós queremos que todos os problemas sejam resolvidos. Só assim os trabalhadores irão retomar a normalidade de suas atividades", explica A.Santos, diretor do Sindicato.

A empresa Viação Guarulhos foi notificada de greve na última sexta-feira (9) e o Sindicato dos Rodoviários aguardou o prazo legal de 72 horas para iniciar o movimento grevista. Nesse período, a empresa não entrou em contato com o Sindicato para resolver os problemas.

Empresa Rosa não paga rescisão

Os trabalhadores e trabalhadoras de Capela já passaram por dificuldades, pois a empresa Rosa, antiga operadora do transporte escolar, não pagou corretamente as verbas rescisórias após o fim do contrato de concessão com a Prefeitura local. Sobre esse problema, o Sindicato já tomou as medidas necessárias para fazer valer o direito da categoria.

Os trabalhadores na Viação Guarulhos são os mesmos que trabalhavam na empresa Rosa, pois quando da troca de empresas, o Sindicato garantiu que todos fossem contratados pela nova operado do transporte escolar. 

Fabiana Caramez
Deixe seu Recado