Notícias

15-Jan-2020 19:14 - Atualizado em 15/01/2020 20:29
REGIÃO

Sindicato garante judicialmente o pagamento das verbas rescisórias aos ex-funcionários na empresa Piracema de Salto de Pirapora

Em assembleias realizadas nesta quarta-feira, 15, trabalhadores definiram a forma de recebimento dos direitos trabalhistas

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região realizou nesta quarta-feira, 15, assembleias com os ex-funcionários na empresa de ônibus intermunicipal Piracema de Salto de Pirapora para informar sobre a fase do processo judicial impetrado para garantir o recebimento das verbas rescisórias devidas pela empresa aos trabalhadores.

A Piracema deixou de operar na região em agosto do ano passado, após os trabalhadores ficarem 33 dias em greve por falta de pagamento. A empresa saiu sem pagar as verbas rescisórias e o Sindicato teve que acionar a Justiça do Trabalho. Até o momento, o Sindicato conseguiu bloquear os valores que a Piracema tem de crédito junto à Prefeitura Municipal de Jaboticabal, o que garante o depósito em juízo de R$ 33 mil por 60 meses. Além de ter conseguido em negociação com a empresa que os onze ônibus de propriedade da Piracema fossem vendidos e os valores revertidos para o pagamento dos trabalhadores.

Nas assembleias realizadas nesta quarta, às 10h e às 19h, na sede do Sindicato em Sorocaba, os trabalhadores aprovaram que os valores conseguidos pelo Sindicato devem ser divididos igualmente entre os 52 trabalhadores que estão na ação coletiva.

“O Sindicato está trabalhando para que os motoristas, cobradores e trabalhadores em funções de apoio recebam o mais rápido possível seus direitos. Conseguimos garantir parte do valor devido pela empresa e estamos buscando formas de assegurar a totalidade do pagamento das verbas rescisórias”, afirma o presidente do Sindicato Paulo João Estausia, Paulinho.

A estimativa do Sindicato é que a empresa Piracema deve aproximadamente R$ 2,5 milhões aos trabalhadores. Os valores bloqueados até o momento somam quase R$ 2 milhões e é estimado que a venda dos ônibus resulte em R$ 800 mil.

O Sindicato está buscando bloquear outros bens e valores da empresa para que os trabalhadores recebam as verbas rescisórias o mais rápido possível.

“Estamos levantando informações e iremos entrar com novos pedidos de arrestos e medidas cautelares para agilizar o recebimento das verbas rescisórias. Já conseguimos grande parte do valor, mas o prazo de pagamento é longo e depende que a Prefeitura de Jaboticabal pague corretamente a dívida que tem para com a Piracema”, explica a advogada do Sindicato dos Rodoviários Caroline Scudeler.

O Sindicato também espera que a Piracema honre com o acordado e disponibilize o valor arrecadado com a venda dos ônibus para o pagamento das verbas rescisórias aos trabalhadores.

Conta para depósito

O Sindicato dos Rodoviários pede aos ex-funcionários na empresa Piracema que enviem ao departamento jurídico da entidade os dados da conta bancária, para que sejam apresentados em juízo e os depósitos comecem a ser feitos.

Empregos

Na ocasião em que a Piracema deixou de operar as linhas intermunicipais entre Salto de Pirapora e Sorocaba, Salto de Pirapora e Araçoiaba da Serra (Bairro Cerrado) e Salto de Pirapora e Bairro Cocais (divisa com Sarapuí), o Sindicato realizou uma grande luta até assegurar o emprego aos trabalhadores na empresa São João, que assumiu o lugar da Piracema.

Fabiana Caramez
Deixe seu Recado