Notícias

01-Ago-2019 18:58
DENÚNCIA

Presidente do Sindicato dos Servidores denuncia tentativa de compra de voto para salvar Crespo

Relatório da Comissão Processante de quase mil páginas está sendo lida na Câmara de Vereadores de Sorocaba

2019, imprensa, Fabiana Caramez
Salatiel faz denúncia à imprensa no plenário da CâmaraFabiana Caramez

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sorocaba Salatiel Hergesel denunciou agora no plenário da Câmara de Vereadores de Sorocaba que está ocorrendo uma tentativa de compra de voto dos vereadores para votarem contra a cassação do prefeito José Crespo (DEM).

“O que está acontecendo aqui é importante que a população saiba, o que está acontecendo aqui é muito grave! Têm secretários indo de mesa em mesa falando no ouvido de cada vereador e o vereador mudando o voto”, denuncia Salatiel.

A sessão extraordinária que ocorre nesta quinta-feira, 1º de agosto, na Câmara de Vereadores de Sorocaba está apreciando o relatório da Comissão Processante que pede a cassação do prefeito José Crespo (DEM) por crime de administração no caso do falso voluntariado na Prefeitura, envolvendo a ex-assessora Tatiane Polis, e outros desvios como contratação de grupo para atacar parlamentares pela internet e defender o governo (chamado GEDAI), prejuízo ao erário (com mecanismo de taxa de retorno para remunerar a falsa voluntária Tatiane Polis e ampliar o caixa para bancar outros serviços), desvio de finalidade de contrato público para autopromoção eleitoral para o prefeito, coerção e intimidação de funcionários públicos, e prática de ato de improbidade administrativa.

Segundo Salatiel, os secretários municipais do governo Crespo que estão circulando na Câmara de Vereadores são secretário de Relações Institucionais Flávio Chaves, secretário de Transportes Luiz Fioravanti e secretário de Gabinete Central Eric Vieira.

A sessão teve início às 13h15 e está ocorrendo a leitura do relatório de quase mil páginas, o que pode levar mais de 24 horas. Além disso, o advogado de defesa do prefeito quer que seja veiculado os vídeos anexados ao processo da Comissão Processante, o que pode durar mais 20 horas. O prazo final para a Câmara realizar a votação é zero horas do sábado, dia 3. A estratégia da defesa do Crespo é ganhar no tempo, para invalidar os trabalhos da Comissão Processante.

Fabiana Caramez
Deixe seu Recado