Notícias

07-Ago-2020 12:38
LUTO

"Política errada de Bolsonaro mata CPFs e CNPJs", diz movimento sindical em dia de protesto pela morte de 100 mil brasileiros(as) por Covid-19

Centrais sindicais realizam atos em todo o Brasil e pedem #ForaBolsonaro

2020, imprensa,
2020

O Brasil tem uma média diária de mais de mil mortes por Covid-19 e, neste final de semana, deve chegar a 100 mil vidas perdidas para o vírus. O país é o segundo do mundo com o maior número de mortos e de infectados na pandemia. Para as centrais sindicais brasileiras, o erro está nas atitudes e na política adotadas por Jair Bolsonaro e seu governo, que não protege os cidadãos e cidadãs brasileiros(as) da doença e não criar mecanismos para preservar empregos e empresas, causando um caos humanitário e econômico.

Em Sorocaba, dirigentes sindicais da CUT, CTB e FORÇA SINDICAL participam do Dia Nacional de Luta em Defesa da Vida e dos Empregos que acontece em todo o Brasil e, durante esta sexta-feira (07), realizam um protesto com cruzes simbolizando os mortos e faixas com os dizeres “Política errada de Bolsonaro mata CPFs e CNPJs” e “Fora Bolsonaro” em cinco pontos da cidade: no cruzamento das ruas Dr. Braguinha com a Monsenhor João Soares e na região do Mercado Municipal no centro comercial da cidade, na praça Nove de Julho, no cruzamento das avenidas Ipanema e Itavuvu na zona norte da cidade e no cruzamento das avenidas Washington Luis e Antônio Carlos Comitre na zona sul da cidade.

“Infelizmente, hoje, todo mundo já teve um parente, um amigo ou um conhecido que faleceu por causa do coronavírus e o cara que senta na cadeira da Presidência da República, que deveria ser o primeiro a se preocupar com a vida do povo brasileiro, menospreza o sofrimento das famílias, a mensagem dele é ‘vamos tocar a vida’, como se fosse fácil para quem perdeu um ente querido. Para salvar o povo brasileiro, defendemos ‘Fora Bolsonaro’!”, afirma o coordenador da subsede da CUT Sorocaba Antônio Sergio Silvana de Morais.

Na região de Sorocaba 19.855 foram infectadas pelo coronavírus e 528 morrem por Covid-19, segundo dados divulgados pelas autoridades de saúde locais. O número continua crescente e os leitos hospitalares, tanto na rede pública como na rede privada, estão com alta taxa de ocupação, mantendo 100% das UTIs ocupadas em diversos hospitais. Mesmo com esses números, há uma previsão do governo do Estado colocar a região na fase amarela do Plano Saúde, com reabertura maior das atividades comerciais e de serviços.

2020, imprensa,
2020

“É uma verdadeira política de genocídio e quem mais morre são os trabalhadores e trabalhadoras e a população mais pobre. A população precisa reagir!”, avalia Sergio Morais.

Segundo a universidade americana Johns Hopkins, que está monitorando os números da pandemia em todo o mundo, o Brasil figura ao lado dos EUA como os países com menor êxito na luta contra a pandemia. No Brasil, quase 3 milhões de pessoas já foram infectadas e está chegando a 100 mil mortes. Os EUA lideram a lista com quase 5 milhões de infectados e quase 180 mil mortos. Lembrando que o Brasil tem por volta de 200 milhões de habitantes e os EUA, mais de 320 milhões.

As centrais sindicais e movimentos sociais:

- Repudiam a iniciativa de prefeitos e governadores que já planejam e até fixaram data para retorno presencial dos alunos às aulas;

- Exigem das autoridades os equipamentos de proteção individual e coletivo para os trabalhadores das categorias essenciais, em especial os da área de saúde;

- Lutam pela manutenção do auxílio emergencial de R$ 600,00, no mínimo, até 31 de dezembro de 2020;

- Lutam pela ampliação das parcelas do seguro desemprego;

- Lutam pela liberação de crédito para as micro e pequenas empresas;

- Lutam para fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS);

- Exigem que o Congresso Nacional derrube os vetos presidenciais que impedem a garantia dos direitos conquistados pelos trabalhadores e trabalhadoras e seus sindicatos, por meio da ultratividade, dos acordos e convenções coletivas de trabalho.

 

"Política errada de Bolsonaro mata CPFs e CNPJs",  diz movimento sindical em dia de protesto pela morte de 100 mil brasileiros(as) por Covid-19
1/5
"Política errada de Bolsonaro mata CPFs e CNPJs",  diz movimento sindical em dia de protesto pela morte de 100 mil brasileiros(as) por Covid-19
2/5
"Política errada de Bolsonaro mata CPFs e CNPJs",  diz movimento sindical em dia de protesto pela morte de 100 mil brasileiros(as) por Covid-19
3/5
"Política errada de Bolsonaro mata CPFs e CNPJs",  diz movimento sindical em dia de protesto pela morte de 100 mil brasileiros(as) por Covid-19
4/5
"Política errada de Bolsonaro mata CPFs e CNPJs",  diz movimento sindical em dia de protesto pela morte de 100 mil brasileiros(as) por Covid-19
5/5

 

Fabiana Caramez
Deixe seu Recado