Notícias

24-Jul-2019 10:48
GREVE

Greve dos trabalhadores na empresa Piracema em Salto de Pirapora entra no 13º dia

Sindicato protocolou documento na EMTU solicitando resolução total do problema

2019, imprensa, Fabiana Caramez
Assembleia com trabalhadores na garagem da Piracema, em Salto de Pirapora - 23/09Fabiana Caramez

Os trabalhadores na empresa de transporte intermunicipal Piracema, em Salto de Pirapora, estão há 13 dias em greve por falta de pagamento de salário, tíquete-refeição e férias, corte no plano de saúde e não recolhimento do FGTS. Até o momento a empresa não se prontificou a cumprir com suas obrigações trabalhistas e o Poder Público não apresentou a solução total para o problema.

Em assembleia realizada pelo Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região na garagem da Piracema, em Salto de Pirapora, no final da tarde da terça-feira, 23, os trabalhadores decidiram que não aceitam o repasse parcial das linhas operadas pela Piracema a uma outra empresa, pois isso significaria deixar parte dos trabalhadores sem emprego e sem pagamento de salário e direitos.

“Nossa categoria é unida e não aceita deixar um trabalhador para trás. A proposta da EMTU de repassar apenas 30% das linhas da Piracema para a empresa São João significa, na prática, que alguns trabalhadores ficariam no limbo, sem perspectiva de receber salário e desempregados. Isso nós jamais iremos aceitar! A vida de cada trabalhador importa e tem que ser tratada com o devido respeito!”, explica o presidente do Sindicato dos Rodoviários Paulo João Estausia, Paulinho.

O Sindicato dos Rodoviários protocolou documento na EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo), órgão do governo do Estado responsável pelo gerenciamento do transporte intermunicipal na Região Metropolitana de Sorocaba, solicitando a solução efetiva do problema.

“Aguardamos que o posicionamento do Poder Público ocorra ainda nesta semana e que os diretores da EMTU tenham sensibilidade para com a situação dos trabalhadores que já começam a passar necessidades, pois estão sem salário para alimentar seus filhos e acumulando contas”, afirma Paulinho.

O movimento grevista teve início na sexta-feira, 12 de julho, e até o momento a empresa não se pronunciou sobre o não cumprimento de seus deveres trabalhistas. A empresa Piracema é responsável pela operação das linhas entre Salto de Pirapora e Sorocaba, Salto de Pirapora e Araçoiaba da Serra (Bairro Cerrado) e Salto de Pirapora e Bairro Cocais (divisa com Sarapuí) e todos os cerca de 45 trabalhadores estão em greve.

Fabiana Caramez
Deixe seu Recado