Notícias

28-Fev-2019 17:38 - Atualizado em 28/02/2019 17:50
CNTTL

CNTTL ratifica representação dos caminhoneiros autônomos do país

Pedido de alteração estatutária será formalizado junto ao Ministério da Justiça

2019, imprensa, CNTTL
Assembleia ratifica representação dos caminhoneirosCNTTL

Os trabalhadores em transportes da base da  CNTTL/CUT/CTB (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística) aprovaram em assembleia realizada na terça-feira (26), em Brasília, a ratificação no estatuto da Confederação, que agora consta a CNTTL como representante oficial dos caminhoneiros autônomos.

O setor de cargas (representado pelos caminhoneiros profissionais)  filiou-se à CUT em dezembro de 2013. Com isso, a representação da CNTTL   passou de 1,2 milhão de trabalhadores nos ramos de transportes: rodoviário, portuário, ferroviário, metroviário, sistema viário, taxista, moto-taxista e aéreo para cerca de sete milhões com os caminhoneiros autônomos que trabalham em todo o País. No entanto, a mudança no estatuto ocorreu em agosto de 2016, e agora foi feita uma ratificação a pedido do Extinto Ministério do Trabalho e Emprego.

A CNTTL já havia  protocolado o pedido junto ao extinto Ministério do Trabalho, porém o processo sofreu uma correição, ou seja, foi retirada a representação dos autônomos porque o novo Estatuto da Confederação não passou pelos trâmites que pede a legislação de registro sindical.

Após a ratificação realizada na terça-feira (26), será preparada a documentação, conforme rege a Portaria nº. 186 de 10 de abril de 2008, para dar entrada no pedido de alteração estatutária no Ministério da Justiça e Segurança Pública/Secretaria Nacional de Justiça/Departamento de Promoção de Políticas de Justiça, a qual está com a pasta de registro sindical.

Gigante

A Confederação tem orgulho em ser um dos maiores ramos organizados dentro da CUT e a base da Confederação se ampliou e se fortaleceu ainda mais com a unificação com a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), representando importantes e estratégicos modais de transportes. A união CUT/CTB simboliza uma vitória para todos os trabalhadores em transportes brasileiros.

Luta dos caminhoneiros

A CNTTL,  representante legítima dos caminhoneiros, tem acompanhado desde 2015 diretamente com o governo, em Brasília, as pautas da categoria, entre elas: o Piso Mínimo do Frete, incentivo às cooperativas, melhores condições nas estradas como a  implantação de pontos de parada com estrutura de saúde, conforto, pouso, alimentação, segurança e higiene, entre outras demandas.

 “Todas as reuniões que tivemos com os representantes do atual governo eles têm demonstrado uma atitude de respeito. Agora aguardamos as medidas na prática”  salienta o presidente da CNTTL, Paulo João Estausia, o Paulinho.

Vanessa Barboza/CNTTL
Deixe seu Recado