Notícias

26-Mai-2018 11:14
GREVE DOS CAMINHONEIROS

CNTTL está junto com os caminhoneiros autônomos na luta pelo fim dos aumentos abusivos nos combustíveis

A pauta dos caminhoneiros é justa e tem afinidade com grande parte das reivindicações dos demais trabalhadores brasileiros

2018, imprensa,
2018

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL) está a serviço dos legítimos trabalhadores caminhoneiros autônomos que seguem firmes na justa paralisação contra os aumentos abusivos no preço do óleo diesel e reconhece que a proposta apresentada, até o momento, pelo governo ilegítimo de Michel Temer (MDB) é paliativa e não irá resolver o problema da alta no preço dos combustíveis de forma permanente.

Neste momento em que os caminhoneiros estão sendo traídos por entidades que representam os empresários do transporte de cargas é importante a união dos trabalhadores em transportes em defesa dessa luta legítima e digna. 

A CNTTL esclarece que essas entidades patronais estavam usando os trabalhadores caminhoneiros para alcançarem seus objetivos empresariais e, agora que negociaram com o governo e conseguiram suas pretensões, abandonaram os trabalhadores a própria sorte.

Luta justa

A pauta dos caminhoneiros é justa e tem afinidade com grande parte das reivindicações dos demais trabalhadores brasileiros. Toda a sociedade quer a baixa no preço dos combustíveis! Mas é preciso buscar uma solução duradoura e que não seja "descobrir um santo para cobrir outro".

A alta no preço dos combustíveis e do gás de cozinha, que impacta fortemente toda a sociedade, se dá por causa da política adotada pelo atual governo federal. Ao privatizar a extração de petróleo do pré-sal, desmontar toda a estrutura nacional de refino do petróleo, adotar política de preços que acompanha as cotações internacionais do barril de petróleo e o dólar, o governo escolheu favorecer os acionistas estrangeiros ao invés de proteger o povo brasileiro. Essa política que precisa mudar! É preciso retomar a produção interna de combustíveis, acabar com as importações de gasolina e de outros derivados de petróleo e reduzir as tarifas de energia elétrica.

Unidade dos trabalhadores em transportes

Por uma solução real e eficaz para os problemas enfrentados pela sociedade com os aumentos exorbitantes da gasolina, do diesel e do gás de cozinha, a CNTTL convoca a unidade dos trabalhadores em transportes de todos o modais (aéreo, portuário, marítimo, rodoviário, metroviário, ferroviário e mototáxi) à legítima luta dos caminhoneiros, apoiando e participando, uma vez que a luta é de todos os trabalhadores brasileiros.

A CNTTL solicita que população também colabore com a luta pela queda no preço dos combustíveis enviando alimentos, água e material de higiene aos trabalhadores caminhoneiros que estão participando da greve.

 A Confederação clama a unidade de todos na luta em torno das reivindicações que trarão benefícios à sociedade brasileira:

- redução dos preços dos combustíveis - diesel e gasolina - e do gás de cozinha;
- implantação do piso nacional para os fretes;
- isenção de pedágio para eixos suspensos;
- pontos de parada com estrutura adequada nas rodovias;
- renegociação dos financiamentos em atraso de caminhões;
- fiscalização nas fraudes do exame toxicológico e extensão da obrigatoriedade para todos os motoristas;
- piso salarial nacional para motoristas empregados.


A CNTTL também repudia as medidas autoritárias  anunciadas por Temer  nesta sexta-feira  (25), que se utilizará das Forças Armadas, que não tem essa finalidade, para tentar coibir o movimento de luta  dos caminhoneiros. 

Isso é repressão, atitude antidemocrática  e fere  o direito da livre organização! Todo nosso apoio à greve nacional dos caminhoneiros!

Paulo João Estausia, Paulinho
Presidente da CNTTL

 

 

CNTTL
Deixe seu Recado