Notícias

26-Mar-2019 18:54
CONSULTA

CNTTL apoia fim da dupla função para motoristas de transporte coletivo

Participe da Consulta pública do Senado

2019, imprensa,
2019

O portal e-Cidadania, do Senado Federal, está realizando uma Consulta Pública para acabar com dupla função para motoristas de ônibus coletivos.

O objetivo é aumentar a segurança de motoristas e passageiros. Para isso  é necessário que se acabe com essa ideia dantesca de que motorista tem de cobrar tarifas.

Ao receber 20.000 apoios, a ideia se tornará uma Sugestão Legislativa e será debatida pelos Senadores. Apoie essa causa https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=121313

Luta permanente 

A  luta por mais segurança no transporte público coletivo municipal, intermunicipal, fretamento e rodoviário, que é de responsabilidade dos municípios e dos governos estaduais e a obrigatoriedade de ter um segundo trabalhador no interior dos ônibus nos setores urbanos e suburbanos são bandeiras permanentes da CNTTL/CUT.

A CNTTL apoia o Projeto de Lei 2163/2003 do deputado federal, Vicente Paulo da Silva (PT), Vicentinho, que proíbe no Brasil a dupla função no setor. A Confederação propõe uma alteração na redação, para que destaque “a necessidade de um segundo trabalhador no ônibus”. 

Na base da Confederação, as cidades de Sorocaba, Votorantim,  Salvador, Guarulhos, Uberlândia, Juiz de Fora e em outras localidades, por exemplo, têm assegurado o posto do agente de bordo/cobrador nos ônibus municipais.

“É fundamental ter uma segunda pessoa no ônibus para auxiliar os passageiros durante a viagem do coletivo. O motorista tem que prestar atenção no trânsito, não pode ficar dando troco e cuidando dos problemas que ocorrem no interior dos ônibus. Por isso, entendemos que é necessário o segundo trabalhador, que pode ser o cobrador ou o agente de bordo. Hoje é proibido fazer outra função em movimento, portanto, dirigir e cobrar ao mesmo tempo é inviável e inseguro ao passageiro”, salienta, Paulo João Eustasia, Paulinho, presidente da CNTTL.

 

CNTL
Deixe seu Recado