Notícias

11-Jul-2018 16:22
DATA-BASE 2018

Após protesto, trabalhadores na Expresso Amarelinho conquistam 3% de aumento salarial

Protesto ocorreu na manhã desta quarta-feira (11) nos nove municípios onde a empresa opera transporte rodoviário e intermunicipal

, Divulgação
Trabalhadores e dirigentes sindicais na garagem da Expresso Amarelinho em Capão BonitoDivulgação

Os trabalhadores na empresa de ônibus rodoviário e intermunicipal Expresso Amarelinho conquistaram reajuste salarial de 3% após realizarem um protesto na manhã desta quarta-feira (11), paralisando por algumas horas as atividades nos municípios de Itapetininga, Capão Bonito, Buri, Itapeva, Itaberá, Guapiara, Apiaí, Itararé e Sorocaba.

Com os trabalhadores em protesto, a empresa aceitou se reunir com o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região e discutir as reivindicações da categoria nesta campanha salarial. Sobre o reajuste salarial, a empresa já tinha aumentado os salários dos trabalhadores em 1,29% em maio, data-base da categoria, e agora irá reajustá-los em mais 1,71%, totalizando os 3% de aumento salarial.

Os trabalhadores também conquistaram reajuste nas diárias (tíquete-refeição) que passou para R$ 23,00 por almoço e por jantar e R$ 32,00 por pernoite, e a manutenção da participação nos lucros e resultados (PLR) em R$ 1.450,00, sendo paga em duas parcelas iguais, uma em fevereiro de 2019 e outra em abril de 2019.

Na reunião entre Sindicato e Expresso Amarelinho também ficou acordado a manutenção de todos os direitos conquistados em campanhas salariais passadas, como plano de saúde familiar, plano odontológico, cesta básica, seguro de vida, entre outros.

A formalização do acordo coletivo de trabalho irá acontecer nos próximos dias.

 

Fabiana Caramez
Deixe seu Recado