Notícias

18-Mai-2021 17:27
Prioridade na vacinação

APAGÃO DAS VACINAS CONTRA A COVID-19 NO PAÍS ADIA INÍCIO DA IMUNIZAÇÃO DOS TRABALHADORES DOS TRANSPORTES

Para a cidade de Sorocaba,  o início da vacinação da nossa categoria está previsto para acontecer até a próxima sexta-feira, conforme informação da Prefeitura e da Urbes  

 

Sorocaba e a maioria dos municípios da nossa região não iniciaram nesta terça-feira (18) a vacinação contra a Covid-19 para os trabalhadores dos transportes, como estava previsto em anúncio feito em abril pelo governo do Estado. Foi  quando conquistamos a nossa inclusão na relação de trabalhadores que devem ser vacinados com prioridade por sermos também categoria essencial e estarmos expostos aos riscos de contaminação.

O motivo do adiamento dessa agenda foi o apagão das vacinas que atinge todo o Brasil, inclusive o Estado de São Paulo.

Para a cidade de Sorocaba,  o início da vacinação da nossa categoria está previsto para acontecer até a próxima sexta-feira (21), conforme informação da Prefeitura e da Urbes na segunda-feira (17), porque até lá é esperada a chegada de novo lote de vacinas.

O grande responsável pelo apagão das vacinas é o desgoverno de Jair Bolsonaro. Ele tem feito ataques verbais contra a China e a cada agressão desse tipo acontecem os atrasos de insumos para a fabricação das vacinas no Brasil, como é de conhecimento público.

Mas também existem outras considerações a serem feitas. “A questão é ter vacina ou não ter vacina”, avalia o presidente do nosso Sindicato, Paulo Estausia (Paulinho do Transporte). “Dia 18 (esta terça-feira) era pra começar a vacinação. Sorocaba não começou por barbeiragem do governo municipal, em outros municípios a vacinação também não começou por barbeiragem.”

Paulinho informa que a cidade de São Roque, por exemplo, está adiantada na vacinação. Lá os trabalhadores do transporte começaram a ser vacinados na semana passada e aguardam novos lotes de vacinas para a conclusão da imunização da categoria. Há mais de vinte dias os funcionários da coleta de lixo também foram vacinados em São Roque.

O município de Angatuba iniciou nesta terça-feira (18) a vacinação dos trabalhadores do transporte e se soma a São Roque como exemplo de localidade que começou a imunização da categoria.

O nosso Sindicato fez atuação constante todos os dias, junto às Prefeituras e às empresas de transportes, para que o envio de listas de trabalhadores a serem vacinados fosse enviado com rapidez e precisão ao governo do Estado. Mas ocorreram dificuldades. Prefeituras receberam listas das empresas com erros e nesses casos elas precisaram ser refeitas, o que provocou atrasos.

No lado do poder público e das empresas, houve dúvida quanto à inclusão de trabalhadores de funções internas, tendo em vista que o anúncio do governo se referiu a motoristas e cobradores na prioridade para a vacina. Mas o nosso Sindicato insistiu que o acordo com as Prefeituras inclui todos os trabalhadores dos transportes, inclusive os de serviços internos nas empresas, pois estes também exercem funções essenciais. E estão igualmente expostos aos riscos de contaminação devido aos contatos com outros companheiros e com o manejo e manutenção dos ônibus.

A conquista da prioridade na vacinação foi a parte mais difícil dessa luta e exigiu mobilização do nosso Sindicato e dos trabalhadores. No início de abril, integramos uma relação de 105 Sindicatos para fazer pressão junto ao governo com a reivindicação da inclusão da nossa categoria na lista dos grupos prioritários para a vacinação.

Este foi o período em que novos grupos começaram a ser vacinados com prioridade, como os profissionais da Segurança Pública e da Educação, e isto é muito justo. Mas também demonstramos ao governo que os trabalhadores do transporte cumprem todas as necessidades para também receberem a vacina com prioridade.

As negociações envolveram pressão por parte dos trabalhadores. Até mesmo um lockdown de 24 horas no transporte em todo o Estado foi programado para 20 de abril caso o governo não atendesse à nossa reivindicação.

A nossa inclusão como prioridade na vacinação foi uma vitória histórica do Sindicato e dos trabalhadores. Foi o reconhecimento por parte do governo do perfil essencial das nossas atividades e dos riscos a que estamos expostos, o que é confirmado com as muitas contaminações e mortes entre os trabalhadores dos transportes.

“Que Deus nos proteja e vamos comemorar essa vitória na hora em que estivermos todos vacinados”, conclui Paulinho. “Aí nós vamos comemorar essa vitória e dizer, mais uma vez, que essa iniciativa foi dos trabalhadores de Sorocaba e Região com o Estado de São Paulo para promover essa movimentação. Se não, nós não estaríamos na linha de prioridade. Nós poderíamos ficar por último ou ser vacinados por idade. Muitos companheiros poderiam perder a vida ainda, como estamos perdendo, se fôssemos esperar a vontade de todos os governos. Do governo federal, por exemplo, um governo genocida, totalmente irresponsável e responsável pela maioria das mortes do povo brasileiro. Um forte abraço a todos e todas e que Deus nos proteja.”

,
Terminal Santo Antônio, em Sorocaba

Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Sorocaba e Região
Deixe seu Recado