Notícias

27-Set-2019 16:07
SÃO ROQUE

7º DIA DE GREVE NA VIAÇÃO SÃO ROQUE: EMTU recolhe mais dois ônibus

Desembargadora do TRT-15ª determinou que EMTU apresente um laudo de todos os veículos da empresa

2019, imprensa, Sindicato dos Rodoviários
Ônibus com banco do motorista sustentado por um toco de madeiraSindicato dos Rodoviários

Na manhã desta sexta-feira, 27, no sétimo dia de greve dos trabalhadores na empresa de transporte intermunicipal Viação São Roque, dois fiscais da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) estiveram no terminal rodoviário de São Roque fiscalizando os ônibus da empresa e, mais uma vez, recolheram dois carros por não apresentarem condições de continuar em circulação.

Os carros que foram recolhidos à garagem da Viação São Roque pela EMTU foram o 3100 – Linha de Ibiúna, que estava sem lacre na placa traseira e o banco do motorista estava escorado com madeira, e o 3000 – Linha Mairinque, que também estava com o banco do motorista escorado com madeira.

Audiência no TRT

Na audiência de conciliação realizada ontem (26) no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas, a desembargadora Olga Aida Joaquim Gomieri, que presidiu a audiência, determinou que a EMTU apresente um laudo das condições de operação de todos os veículos da Viação São Roque. Na audiência, a EMTU afirmou que iria fazer uma fiscalização geral no próximo domingo (29).

Greve

Os trabalhadores na empresa Viação São Roque estão em greve desde o sábado, dia 21, porque a empresa não pagou o tíquete-refeição e a cesta básica do mês de setembro, atrasou o pagamento do adiantamento salarial, não paga férias e PLR (participação nos lucros e resultados), existem casos de trabalhadores com cinco férias em atraso. Além disso, a empresa não recolhe FGTS e INSS e não paga salário e benefícios aos trabalhadores que foram cortados do INSS, mas o médico da empresa não libera o retorno ao trabalho. Esse último ponto, o Ministério Público do Trabalho solicitou que a empresa pague até segunda-feira, 30, os três trabalhadores que estão nessa situação.

Além das irregularidades trabalhistas citadas acima, a Viação São Roque não está pagando o acordo judicial de parcelamento das verbas rescisórias aos trabalhadores que operavam o transporte urbano e foram demitidos quando a empresa perdeu a concessão pública para operar essas linhas.

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região irá continuar a cumprir a liminar determinada pela Justiça do Trabalho e manterá em operação os percentuais determinados de 70% em horário de pico e 50% no interpiso. O MPT pontuou que esse percentual seja respeitado desde que a empresa apresente ônibus em condições de operação, com garantias de segurança para os trabalhadores e os passageiros.

A Viação São Roque opera atualmente as linhas intermunicipais que ligam São Roque a Alumínio, Mairinque e Ibiúna.

 

Fabiana Caramez
Deixe seu Recado