Notícias

25-Out-2019 10:57 - Atualizado em 25/10/2019 14:55
ARAÇARIGUAMA

4º DIA DE GREVE EM ARAÇARIGUAMA: Trabalhadores continuam em luta por direitos

Sindicato cumpre corretamente a liminar determinada pela Justiça

2019, imprensa, Divulgação
Ônibus do escolar em circulação conforme determina liminarDivulgação

Nesta sexta-feira, 25, os trabalhadores e trabalhadoras nos transportes urbano e escolar em Araçariguama seguem em greve, cumprindo a liminar determinada pela Justiça do Trabalho em favor da empresa Vertion Transportes.

A audiência de tentativa de conciliação realizada ontem, 24, no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas, terminou sem acordo entre o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região e a empresa Vertion Transportes.

A empresa não aceita reintegrar os três trabalhadores demitidos por justa causa. A Vertion concorda em readmitir apenas um e a transformar a justa causa em demissão comum para os outros dois trabalhadores.

O Sindicato não concorda com essa injustiça, primeiro porque as demissões ocorreram por retaliação da empresa e, segundo, por causa do alto desemprego no país. O Sindicato afirmou perante a desembargadora que presidiu a audiência, Dra. Tereza Aparecida Asta Germignani, que a reintegração dos três trabalhadores é condição para o início de negociação com a empresa.

Além de não querer readmitir os trabalhadores, a Vertion Transportes quer um prazo de 10 dias para implantar os planos de saúde e odontológico. O Sindicato explicou à desembargadora que está concedendo prazo para a empresa implantar esses direitos desde abril e que, ao invés de cumprir com o acordo coletivo, a empresa está durante todo esse tempo perseguindo os trabalhadores que denunciam as irregularidades.

Além desses problemas, os trabalhadores em greve também reivindicam o reajuste salarial e nos direitos da pauta de reivindicações da campanha salarial, cuja data-base é 1º de maio e a empresa não aceita iniciar diálogo de negociação com o Sindicato.

Sobre a campanha salarial, a empresa afirmou que não tinha condições financeiras de aumentar os gastos porque precisava corrigir os repasses de responsabilidade da Prefeitura Municipal de Araçariguama, tanto no urbano como no escolar.

Presente na audiência, a advogada da Prefeitura afirmou que o atual prefeito João Batista Junior, o Joca, está tomando conhecimento de todos os detalhes da administração pública, pois assumiu a pouco o poder público diante do afastamento da prefeita Lili Aymar, e afirmou que a empresa pode requerer reavaliação nos valores do transporte escolar, mas o transporte urbano a empresa deveria ter feito os cálculos corretos quando participou do processo de licitação.

2019, imprensa, Fabiana Caramez
Audiência de conciliação no TRT-15ª Região, em CampinasFabiana Caramez

Greve

Os trabalhadores na empresa Vertion Transportes entraram em greve na terça-feira, 22, em protesto contra demissões arbitrárias de alguns trabalhadores por justa causa em retaliação à greve realizada em agosto e porque a empesa não cumpriu com o que foi acordado nessa greve, continuando a atrasar o pagamento do tíquete-refeição, que deveria ser pago no 5º dia útil de cada mês, a não efetuar o pagamento de adiantamento salarial, a não fornecer o plano de saúde e o plano odontológico (a empresa recolheu a documentação dos trabalhadores, mas não encaminhou aos planos), a manter motorista de micro-ônibus dirigindo ônibus convencional sem pagar o devido piso salarial e a manter uma frota de ônibus precária. Além de se rejeitar a negociar a pauta de reivindicações da campanha salarial deste ano, cuja data-base é 1º de maio.

No primeiro dia de paralisação, o Sindicato procurou manter 30% da frota em circulação, mas a empresa não permitiu.

O prefeito Joca está dando ampla divulgação a sua intenção de romper o contrato com a empresa Vertion Transportes.

Os trabalhadores aguardam em greve uma definição da empresa no pagamento de seus direitos e a reintegração dos três trabalhadores demitidos.

 

Fabiana Caramez
Deixe seu Recado