Notícias

11-Set-2019 16:24 - Atualizado em 11/09/2019 16:39
INTERNACIONAL

2º Congresso Regional da FUTAC acontece em Sorocaba e promoverá intercâmbio entre trabalhadores em transportes da América Latina e Caribe

Atividade acontecerá do dia 25 a 28 de setembro e reunirá cerca de 200 dirigentes dos modais de transportes rodoviário, portuário, ferroviário, metroviário, sistema viário, taxista, moto-taxista, cargas e aéreo

2019, imprensa,
2019

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região irá recepcionar os representantes de trabalhadores em transportes de toda a América Latina e Caribe que estarão em Sorocaba entre os dias 25 e 28 de setembro, participando do 2º Congresso Regional da América, promovido pela Federação Unitária de Transportes da América Latina e o Caribe (FUTAC).

O 2º Congresso irá reunir mais de 200 dirigentes dos modais de transportes rodoviário, portuário, ferroviário, metroviário, sistema viário, taxista, moto-taxista, cargas e aéreo e tem como objetivo traçar um plano de lutas estratégico para fortalecer os movimentos de trabalhadores em transportes brasileiros e latino-americanos.

Em entrevista ao Portal da CNTTL,o presidente da FUTAC, Ricardo Maldonato, contou um pouco da história de luta da Federação. 

“A FUTAC foi oficialmente constituída em outubro de 2013, mas iniciamos o processo de debate em 2003. Representamos cerca de 400 mil trabalhadores na América Latina e Caribe dos  setores de transporte terrestre de passageiros e cargas, transporte público urbano, portuário, aéreo, pesca e comunicações”, disse. 

O sindicalista relatou que, assim  como no Brasil, muitos países da América Latina têm sofrido com os ataques dos governo de extrema direita.

“Em nossa região estão aniquilando os direitos trabalhistas, sociais e políticos. Alguns exemplos são a reforma trabalhista e do sistema de pensões, que têm precarizado as relações de trabalho, com a flexibilidade trabalhista e a proibição ao direito de greve e de negociação coletiva. Por conta desse cenário temos um enfrentamento diário”, pontua. 

Plano Estratégico de lutas entre os países

 
Para Paulinho, presidente da CNTTL, esse intercâmbio entre os trabalhadores em transportes do Brasil, América Latina e Caribe é  importante para traçar estratégias contra os ataques patronais e de governos de extrema direita que vêm precarizando e retirando direitos e conquistas históricas da classe trabalhadora.

“É importante traçarmos um plano de estratégias em conjunto para que possamos construir uma agenda de lutas propositiva que valorize questões como saúde, higiene e segurança dos trabalhadores e trabalhadoras em transportes, promovendo condições mais humanas. Cito, como exemplo, os caminhoneiros que há anos lutam pelo direito a pontos de paradas com condições para descansarem", comenta.

Apoio 

O 2º Congresso Regional da América  também tem apoio Federação Sindical Mundial (FSM),  União Internacional Sindical Transportes (UIS) e das centrais sindicais, CUT, CTB, CGTB  e Intersindical.

Fabiana Caramez, com informações de Vanessa Barboza e Viviane Barbosa/Redação CNTTL
Deixe seu Recado