Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

CNTTL defende exame toxicológico, mas pede ao Ministro dos Transportes que não puna caminhoneiros

O presidente da CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística) Paulo João Estausia, o Paulinho, se reuniu no dia (28 / 06) com o ministro dos Transportes, Renan Filho, em Brasília, para tratar escalonamento do exame toxicológico para os motoristas profissionais.


O encontro foi organizado pelo deputado federal, Jonas Donizette, (PSB-SP), Vice-Líder do Governo na Câmara dos Deputados, e contou com a participação do assessor da CNTTL, Itamar Firmino.A obrigatoriedade do exame toxicológico foi sancionada pela Lei n° 14.599, assinada pelo presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva, que entrou em vigor em junho.


Os motoristas profissionais que não fizerem os exames toxicológicos dentro do prazo fixado em lei, ou seja, até 28 de dezembro, pagarão multas e ficarão impedidos de renovarem a Carteira Nacional de Habilitação.
Durante a reunião com o ministro, Paulinho defendeu que o exame toxicológico seja realizado para todos os motoristas, não apenas para os profissionais do volante.


“Fizemos esse apelo ao Ministro Renan Filho que não efetue punições aos motoristas profissionais, principalmente, aos caminhoneiros autônomos e celetistas que não consigam fazer o exame no prazo estabelecido no escalonamento. Eles passam dias e dias nas estradas e não têm tempo de fazer o exame”, disse Paulinho.


O Ministro dos Transporte, Renan Filho, (foto) respondeu para o presidente da CNTTL que não há intenção em punir o motorista profissional, que tenha dificuldades em realizar o exame toxicológico.
Filho também explicou sobre a proposta do presidente da CNTTL de estender para os motoristas de todas as categorias a obrigatoriedade do exame toxicológico. “É necessário fazer uma alteração na legislação vigente”, disse.


Paulinho também é presidente do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região; vice presidente mundial da Seção de Transporte Rodoviário da ITF, Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes; vice-presidente da FUTAC, Federação Unitária dos Trabalhadores da América Latina e Caribe.
(Com conteúdo CNTTL/ Viviane Barbosa)

Deixe um comentário

Central de Atendimento:
15. 3331-7900
rodoviario@rodoviariosorocaba.org.br

Rua Capitão Augusto Franco, 159
Vl. Amélia – Sorocaba / SP
CEP: 18.035-615

© 2024. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Web-az

the Kick-ass Multipurpose WordPress Theme

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]