Pix
Pix
Pix

Notícias

Tamanho da FonteDiminuir FonteAumentar Fonte
 
Sexta-feira, 24 de novembro de 2017

EDITORIAL: Trabalhador não pode rejeitar a política

O trabalhador e trabalhadora brasileira não pode rejeitar a política. O papo de que política não presta, que todo político é corrupto, que política é suja, que a coisa é assim mesmo e nada adianta fazer para mudar É uma CILADA para retirar os trabalhadores (as) da disputa real pelo centro do Poder.

A política está presente em todo o momento da vida da população. É na política que se determina a melhora ou a piora na qualidade de vida de um povo, pois é uma escolha política construir caminhos que levem à geração de oportunidades para todos e crescimento coletivo ou que levem ao aprofundamento das diferenças econômicas e sociais, gerando pobreza e sofrimento para muitos e mais riqueza para poucos.

Nas últimas décadas, a população brasileira pode vivenciar a diferença entre uma política feita por representante do povo e para o povo e o que temos agora, um governo de empresários e para empresários.

De 2002 a 2014, ao eleger para a Presidência da República legítimos representantes do povo, a população escolheu por uma política que priorizou e defendeu a classe trabalhadora e os menos favorecidos.

Na prática isso se materializa em, por exemplo, reajustes mínimos no preço da gasolina (que influencia o preço de todos os outros produtos essenciais para a vida de uma família). De 2003 a 2015, ou seja, nos 12 anos de governos do Partido dos Trabalhadores (PT) a gasolina subiu apenas 45%, média de 3,75% ao ano. O salário mínimo, outro indicador que influencia o ganho salarial de todos os trabalhadores(as), cresceu de R$ 240,00 em 2003 para R$ 880,00 em 2016.

Atualmente, com a derrubada do governo do PT e retomada do Poder Central pela elite empresarial e financeira (banqueiros e especuladores da Bolsa de Valores) o preço do litro de gasolina subiu 10% SÓ em SETEMBRO DE 2017 - em um mês de governo Michel Temer (PMDB) a gasolina subiu o triplo do aumento em um ano dos governos petistas.

Além de o exemplo acima, o atual governo federal está acabando com todos os direitos trabalhistas (matéria página 03) e quer dificultar extremamente o acesso do trabalhador(a) à aposentadoria. É um governo de empresários, feito para empresários.

Enquanto os trabalhadores e trabalhadoras ignoram e rejeitam a política, os empresários tomam conta e se beneficiam. No próximo ano devem ocorrer eleições para presidente, governador, senador e deputados estaduais e federais. A disputa política está intensa e complexa. Não dá para cair em discursos empresários e nem discursos vazios de ódio. Os trabalhadores e trabalhadoras têm que se conscientizar da importância de acompanhar, conhecer, discutir e participar ativamente da política para eleger seus legítimos representantes!

Fonte: A Diretoria
Pix
Pix
Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Sorocaba e Região
Endereço: Rua Capitão Augusto Franco, 159 – Vila Amélia | Sorocaba / SP
CEP: 18031-615 – Telefone: (15) 3331-7900 – Fax: (15) 3331-7903
Facebook YouTube RSS
rodoviariosorocaba.org.br
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
 
Pix